Gran Canaria
GranCanaria.com El Tiempo Hoy Inicio
 

Um oceano de dunas sob o Farol de Maspalomas

O Farol de Maspalomas situa-se no sul de Gran Canaria, em pleno centro de uma das franjas costeiras mais visitadas de toda a Europa.

Vista aérea da praia e das dunas de Maspalomas
Farol de Maspalomas

Maspalomas, Praia del Inglés e Meloneras oferecem um vasto número de hotéis e de apartamentos, assim como uma infinidade de opções de lazer durante o dia e uma atractiva vida nocturna ao redor das praias.

Mas Maspalomas não é apenas conhecida pelo seu enorme campo de dunas junto do mar, ou pelo seu óptimo clima. É também famosa graças ao seu antigo Farol, que assistiu à chegada dos primeiros turistas e à conversão da zona num lugar de férias.

A verdade é que desde que o primeiro viajante compreendeu que o bom tempo era norma nesta quilométrica praia, o Farol de Maspalomas testemunhou milhares de dias de sol, luas-de-mel e de passeios à beira-mar.

Meninas a correr à beira de Maspalomas
Farol de Maspalomas visto da beira da praia

A decisão de erigi-lo remonta ao ano de 1861. As obras prolongaram-se durante 28 longos anos. Naquela época o lugar era uma paragem desabitada, sem comunicação com o resto da ilha. Para a edificação do farol, de 55 metros de altura, construiu-se um cais para descarregar os materiais, os quais só podiam chegar por mar.

O Farol iluminar-se-ia em 1890. Era a única construção no final de uma longa linha de areia que começava naquela que é agora a Playa del Inglés e terminava nas proximidades do Oásis de Maspalomas. Servia de guia para os barcos a vapor que preenchiam as rotas de linha entre a Europa e a América.

Hoje tudo mudou à sua volta. Agora situa-se no início de uma concorrida zona de passeio, com uma infinidade de restaurantes e de lojas. É um lugar perfeito para fazer compras, para dar uma volta depois da praia, sair para jantar ou para simplesmente beber algo junto à extensa linha de mar.

Jovens junto a um chiringuito de Maspalomas
Um casal a correr à beira de Maspalomas

A poucos metros do passeio marítimo, banhistas e passeantes ziguezagueiam pela areia que dá início à Reserva Natural das Dunas de Maspalomas, composta por três ecossistemas: o Palmeiral, a Charca e as Dunas, que se estendem a poucos metros do mar. Toda esta zona é um enorme espaço natural de excepcional valor.

Muito perto do Palmeiral de Maspalomas encontrará a área protegida à volta da Charca, que se desenrola entre o mar e a areia e que é o lugar de descanso para as aves que migram para África. Junto à Charca começam os campos de dunas, que mudam continuamente de forma, modeladas pelo vento proveniente do oceano.

Desde o Farol e em direcção às dunas, caminhando pela orla do mar, chegamos à Ponta de Maspalomas, que faz a ligação com a Playa del Inglés. Na verdade, trata-se da mesma praia, mas que a partir dessa zona muda de nome. Percorrê-la de uma ponta à outra converte-se de imediato na saudável rotina dos visitantes.

Vista aérea da praia e das dunas de Maspalomas

A praia dispõe de zonas recônditas e isoladas, em que é possível praticar nudismo. Desde o Farol de Maspalomas até à Playa del Inglés, a zona nudista começa entre o quiosque 3 e 4. Da Playa del Inglés ao Farol de Maspalomas, a zona nudista começa entre o 5 e o 6. Os surfistas, por seu lado, tomaram como seu ponto de encontro a esquina que liga Maspalomas à Playa del Inglés. Passeantes, nudistas ou surfistas, todos eles se mesclam na praia.

Muitas coisas mudaram desde 1861, mas Maspalomas continua a ser um lugar ideal para descansar, desfrutar do mar ou simplesmente para apanhar banhos de sol. Isso não mudou. Continua também exactamente igual, no lugar de sempre, a extensa sombra do Farol, que antes zelava pelos barcos que atravessavam o Atlântico e que hoje em dia tem inveja dos banhistas que passeiam sob o sol ameno de Maspalomas.

Patronato de Turismo de Gran Canaria. Todos los derechos reservados.
Marco Legal