Gran Canaria
GranCanaria.com El Tiempo Hoy Home

Cultura

 

Gran Canaria e os Vinhos

Gran Canaria: A Rota do Vinho

Um dos aspectos peculiares da ilha de Gran Canaria é a sua diversidade de microclimas, graças aos quais uvas do mesmo tipo de casta, cultivadas numa área geográfica muito limitada, apresentam uma ampla gama de características enológicas. Outra das características que distingue os vinhos locais é o facto de que a maior parte das cepas ter sido introduzida na ilha antes da filoxera desvastar as vinhas europeias.

Por este motivo é possível cultivar videiras sem ter que recorrer à técnica de enxerto, de modo que hoje em dia a ilha conta com um património vinícola de características únicas.

História

A videira foi introduzida nas Ilhas Canárias pelos espanhóis durante o século XV. Em menos de cinquenta anos, a produção de vinho tornou-se num sector económico florescente.

Gran Canaria: A Rota do Vinho
Gran Canaria: A Rota do Vinho

No princípio, a produção destinava-se só ao consumo local, mas, em meados do século XVI, os vinhos das Ilhas Canárias começaram a ser exportados para a Inglaterra, a Europa Setentrional e para as colónias portuguesas e espanholas de África e América.

No entanto, no século XVIII, devido à deterioração das relações entre Inglaterra e Espanha, e a uma série de obstáculos de carácter administrativo e burocrático impostos pela Casa de Contratación de Sevilla (Alfândega de Sevilha), a produção vínicola começou lentamente a entrar em declínio até alcançar o seu pior período no século XIX, quando as vinhas das ilhas foram atingidas por duas pragas da videira, o oídio e o míldio. Nos últimos anos, desenvolveu-se um esforço global tendo em vista a recuperação da produção vitivínicola e, pouco a pouco, os vinhos de Gran Canaria estão a conquistar gradualmente a sua antiga posição de destaque. 

Os Vinhos

No século XVI, o vinho exportado das Ilhas Canárias mais famoso era conhecido como malvasia ou simplesmente vinho das Canárias.

Actualmente, a gama de vinhos produzida na ilha é muito mais vasta, dentro da D.O.  Monte Lentiscal e a D.O. de Gran Canaria. As variedades de uva mais usadas são a tinta comum, o negrão, o tinto, a moscatel preta, a malvasia e o listan.

Ambas as denominações compreenden umas doze marcas comerciais que elaboram vinhos de consumo, tintos e brancos. Estes líquidos magníficos já conquistaram o mercado local e a sua fama está em constante expansão.

Visitando as caves. A rota do vinho

Gran Canaria: A Rota do Vinho

A melhor maneira de conhecer a cultura vinícola de Gran Canaria é visitando as suas caves. Algumas delas têm o seu próprio museu e praticamente em todas podemos provar e comprar directamente o vinho local, para além de se poder apreciar a gastronomia local se se fizer reserva com antecedência.

Esta “renascida” cultura do vinho em Gran Canaria ficou enriquecida com a inauguração, numa casa de mais de dois séculos, no bairro de Santa Brígida, do Museu do Vinho.

 

Mocanal Hoya de Parrado La Montaña Vandama La Orilla Mondalon Tabaibilla

 

Patronato de Turismo de Gran Canaria. Todos los derechos reservados.
Marco Legal