Gran Canaria
GranCanaria.com El Tiempo Hoy Home

Cultura

 

Cantaria

A extracção da pedra faz-se com métodos antigos. São cravadas nas fendas umas cunhas de aço. A pedra é golpeada com um malho de modo a que se vá partindo em blocos. Os blocos partem-se e reduzem-se à medida desejada. Começa então o trabalho artesanal. O desenho que se quer reproduzir na pedra é decalcado. Este é um processo lento e minucioso. Primeiro, é preciso fazer o desenho num papel e, depois, passá-lo para um cartão para, finalmente, proceder ao decalque dos seus contornos na pedra. Uma vez decidido qual o pedaço de pedra que se vai trabalhar, começa-se a fazer o talhado com diferentes tipos de cinzéis até chegar a uma forma precisa, reproduzindo exactamente as linhas e os volumen definidos pelo desenhador.

A mestria e a capacidade artística dos canteiros pode ser admirada na Igreja San Juan de Arucas. Mas, há também muitos palacetes não só no arquipélago, mas também e, principalmente, na Venezuela e em Cuba, que exibem a pedra lavrada de Arucas.

Para além da cor azulada de Arucas, de San Lorenzo e de Bandama, podemos encontrar na ilha o verde de Tirma e de Ayagaures (usada na Casa de Colón – Casa de Colombo – e na fachada de Pilar Nuevo), o branco de Los Pinos de Arucas e de La Fula (os cães da Casa de Colón), o ocre de Teror (usada na torre amarela da Basília del Pino) e o vermelho de Tamadaba e Ayagaures, usado no monumento ao camponês na Plaza de España, na capital da ilha.

Patronato de Turismo de Gran Canaria. Todos los derechos reservados.
Marco Legal