Gran Canaria
Sítio Web Oficial do Turismo de Gran Canaria
Silueta Gran Canaria Site Map
Gran Canaria
A Ilha

Festas e Informação

Festas e celebrações

A principal festa de Firgas é a que organizam em honra de seu padroeiro: As Festas de San Roque. Os dias principais são o15 de Agosto, que se celebra a romaria e 16 que é o dia do Santo Patrón San Roque. Durante esta celebração os vizinhos de Firgas organizam diferentes festejos culturais e populares, entre os que há que destacar uma grande feira do gado.

Além do mais, é tradição no concelho, e coincidindo com estas festas, a denominada “Traída del Palo”, onde os vizinhos carregam o pão desde a montanha de Firgas até o centro da aldeia, percorrendo diferentes ruas e acompanhados da banda musical. Uma vez se chega até a entrada de Firgas, todos os assistentes levantam o pão que será o encarregado hastear a bandeira do concelho e de ser o referente de todas as Festas.

Entre outras festividades religiosas, em Firgas destaca as Festas de San Luis Gonzaga, o 21 de Junho, onde os vizinhos percorrem as ruas da aldeia com galhos nas mãos e acompanhados de gigantes e cabeçudos ao ritmo da banda de música. Também nas Festas de San Luis Gonzaga, assim como nas de San Roque, tem lugar uma tradicional “Carrera de carros”, os quais são realizados pelos próprios concorrentes e que devem percorrer diferentes ruas da vila.

História

O 18 de Agosto de 1840 desembarcou pela primeira vez, Pedro de Vera no porto de La Isleta, acompanhado pelos numerosos besteiros, entre os que se encontrava Tomás Rodríguez de Palenzuela, de origem burgalês e experiente nas lutas contra os árabes.

Na repartição das terras e águas concedida pelos Reis Católicos, a Tomás Rodríguez de Palenzuela lhe correspondeu terrenos pela zona de Arucas e se estabeleceu num lugar chamado Afurgad, segundo a denominação dos habitantes do lugar. Parece ter um dobre sentido: o lugar é alto e tem cruzamento de caminhos. O certo é que ali se iniciarão os trabalhos para cortar os bosques, construir vivendas, começar o cultivo de cana-de-açúcar e construir um engenho açucareiro e uma capela.

Assim se começa a vida desta colectividade, onde se misturarão os que chegarão da Península com os aborígenes e se iniciou uma actividade de grande esplendor. No século XVI já aparece o nome de Firgas de Afurgad, sem que podamos explicar esta mudança. 

A capela contava com terrenos próprios e com doações que permitiam custear suas necessidades, mas a distância da igreja paroquial da qual dependiam, a de San Juan Bautista de Arucas, colocavam problemas com os vizinhos por não dispor dum sacerdote. Isto fez que uma assembleia de vizinhos, em 1613, solicita-se a Dom Pedro Espino de Brito, arcediagos de Canarias e Vigário Peral do Bispado, que dessem licença a Orden de Predicadores dos Dominica para que estabeleceram um convento, ao que apoiariam com suas esmolas.

Num decreto de 27 de Novembro de 1613 se outorga esta licença e até 1836 o Convento de San Juan de Ortega fazem parte da história de Firgas e de Gran Canaria. Em 1616 existia já um próspero convento Dominica, situado na actual Praça de San Roque, o qual fomento a devoção por este Santo, o qual ostenta o padreado da vila. O convento foi encerrado em 1835 com motivo da desamortização de Mendizibal, sendo seus antigos muros sedes da Casa e Igreja Paroquial actual. Este mesmo ano (1835), se separa de Arucas a aldeia de Firgas, adquirindo a posição de Concelho Independente.

Dados geográficos

A vila de Firgas localiza-se a 28 quilómetros da capital da ilha, sua superfície é de 15,77 quilómetros quadrados e esta localiza-se na altitude de 465 metros sobre o nível do mar.

É um concelho característico das medianias do norte de Gran Canaria e sua extensão é mais reduzida de toda a ilha

Pelas zonas oriental e ocidental delimita com os concelhos de Arucas e Moya. Pelo, sul com Teror e Valleseco. Sua forma rectangular e de grande relevo se caracteriza por dispor de zonas de lomba cumpridas e estreitas que, a sua vez, são atravessadas por uma densa e complexa rede de barrancos.

Na sua geografia destaca também a localização de pontos de emissão vulcânicas muito recentes, nas zonas da Montanha de Firgas, com 650 metros de altitude, na Caldeira de Firgas e no Pico de Osorio.

Uma grande parte do concelho se situa no Parque Rural de Doramas, catalogado como Espaço Natural Protegido e no qual pode-se admirar a Reserva Natural Especial de Azuaje, pelo que os visitantes de Firgas podem desfrutar neste concelho de recantos de extraordinária beleza natural e rural.

Economia

Firgas há sido tradicionalmente um concelho agrícola e pecuária destacando o cultivo de bananas, na zona da costa, e da batata, maçaroca, e agriões, na zona de medianias, assim como a criação de cabanas bovina e caprina.

Embora há sido a exploração dos recursos aquíferos a que há ganhado o maior impulso económico de Firgas, dando-lhe a suave um lançamento autonómico e nacional, de facto, a indústria engarrafadora de águas minerais, localizada no barranco de Las Madres é a industria que tem maior pessoal.

As outras indústrias existentes que ocupam a mão-de-obra são, entre outras, moinhos de farinha de gofio, ateliers de reparação de automóveis, chapa e pintura, padaria, supermercado, lojas de comestíveis, confeitaria e carpintarias.

FacebookYouTubeTwitterInstagram

Rotas

Mapas

Mais informações

Os cookies permitem-lhe oferecer um melhor conteúdo. Ao utilizar os nossos serviços aceita a sua utilização. Se continuar a navegar, entendemos que aceita a sua utilização.