Gran Canaria
Sítio Web Oficial do Turismo de Gran Canaria
Silueta Gran Canaria Site Map
Gran Canaria
A Ilha

Festas e Informaçao

Festas e celebrações

As festas patronais do concelho, em Honra a San Mateo se celebram o 21 de Setembro. O concelho se converte durante uns dias numa grande festa que aglutina a muitos romeiros da ilha a volta duma romaria/ oferenda. Assim mesmo, se organiza uma carreira de cavalos e uma importante feira do gado.

O primeiro domingo de Julho tem lugar a Festa do Agricultor. É uma festa muito popular no concelho e na qual se mostram as actividades típicas dos agricultores, com o fim de que os visitantes vejam como e que as lavores se realizam, como a “ordenhar” das vacas e a trilha de cavalos. Todos eles acompanhado de musica e dança folclórica que amenizam a festa.

Também no mês de Julho se celebra a Festa de Los Indianos, no bairro de Las Lagunetas. A origem desta festividade se forma pela emigração de muitos canários a Cuba.

História

A história de Veja de San Mateo começa escassamente uns 200 anos. A riqueza florestal deste concelho e suas características geográficas, favoráveis para criar gado, deram lugar a que esta comarca fora povoada pelos aborígenes.

Trás a conquista de Gran Canaria os territórios foram distribuídos aos colonizadores. O actual território de San Mateo, cujo nome aborígene era Tinamar, se delimita no que se denominava La Vega, que englobava o que actualmente são os concelhos de San Mateo e Santa Brígida. Assim, nos encontramos esta grande comarca denominada La Vega de dividia a sua vez em três partes, La Vega de Arriba, que correspondia na actualidade com San Mateo (Tinamar), La Vega de Em Médio, que a localizamos na zona de El Madroñal, e finalmente La Veja de Abajo, que corresponde a actual concelho de Santa Brígida.

No século XVIII, La Vega Alta assentou a um crescimento da população. A ele se junta a má situação dos caminhos e a grande distância para aceder a Paróquia de La Vega. Isto provocou que seus construção duma igreja própria. Obtida a resolução para construção duma paróquia se constituiu uma capela no pago da Vega de Arriba, baixo a advogar de San Mateo e esta mesma capela se converte em paróquia em 1.800. Este se converteu no primeiro passo, como a maioria dos casos da ilha, para conseguir a municipalidade.

Conseguida a independência religiosa com a paróquia, os vizinhos de San Mateo começam com os trâmites para obter a independência total da vizinha Santa Brígida. Assim, os começos do século XIX, a Audiência tomam a decisão de separar a aldeia de San Mateo da jurisdição de La Vega. Nessa época San Mateo contava uma média de 600 vivendas e sua situação económica continuava sustentando-se na agricultura, do gado e da riqueza dos recursos aquíferos. Estas circunstâncias se manteriam estáveis até o século XX, no que se produzem mudanças económicas assistindo a uma crises do sector primário frente ao auge do sector terciário, provocado em grande medida pela emigração da urbe e a projecção de capitais nos sectores que não eram agros ganadeiros.

Dados geográficos

O concelho de San Mateo se localiza na zona centro de Gran Canaria, a 22 quilómetros de distância da capital. O concelho se localiza circundando por Valleseco, Tejeda, Santa Brígida, Valsequillo e San Bartolomé de Tirajana. Seu superficíe é de 37,89 quilómetros quadrados, e de 47% do território é Espaço Protegido das Cumes. Se localiza a 800 metros de altitude, até o Maciço Central, onde se encontram as maiores elevações da ilha: Pico de Las Nieves, a 1.961 metros de altitude, Los Pechos, a 1.945 m., e o Roque Saucillo, a 1.850 metros. A zona mais alta do território A Cume esta definida pela cabeceira do Barranco Guiniguada, Barranco de La Higuera e Barranco de La Mina, que junto as elevações do lugar que fazem dele um paisagem de excepcional beleza e heterogeneidade.

O Barranco de La Mina, atravessa a ilha de Gran Canaria faz a zona noroeste para desembocar na capital da Ilha. La Mina dispõe dum pequeno caudal de água do travasse que, desde faz século, se realiza da bacia de Tejeda até de Guniguada, através duma galeria que atravessa a montanha e que, por esse motivo, leva o nome da Mina.

A irregular orografia de San Mateo e suas extraordinárias condições climáticas para o cultivo hão propiciado que essa localidade disponha dum das paragens naturais mais belos da ilha por seu frondosidade.

Economia

La Vega de San Mateo é um concelho de grande tradição agrícola e de gado, devido as condições geográficas e climáticas hão favorecido a fertilidade das terras. A ele se junta a extensa rede de pequenos barrancos são reduzidas, fruto do trabalho directo nos terrenos, uma agricultura a tempo parcial e a proliferação do gado caprino.

Neste sentido, San Mateo se há caracterizado por ser uma das localidades onde se elabora um dos queijos mais populares da ilha.

A importância das actividades agro ganadeira na actualidade não e comparável a outrora já que o sector serviços e a construção alcançam a coutas mais altas da ocupação laboral do concelho.

FacebookYouTubeTwitterInstagram

Rotas

Mapas

Mais informações

Os cookies permitem-lhe oferecer um melhor conteúdo. Ao utilizar os nossos serviços aceita a sua utilização. Se continuar a navegar, entendemos que aceita a sua utilização.